Carisma

“A correnteza do meu amor pelos homens passa somente através do coração de Deus. Para ter os homens eu tenho de ter primeiramente Deus.”

Para Madre Caiani, ser “Mínima” nasce da contemplação e do fazer experiência do amor misericordioso de Deus, que rendeu-se visível no Cristo crucificado.

Marianna contemplava Jesus Cristo como ícone de total adesão à vontade do Pai e de livre doação aos irmãos; era conquistada por esta interioridade do Salvador e desejava imergir-se nela.

Todo o seu ser e o seu agir começa da contemplação do Coração de Jesus: é uma contemplação que gera ação, serviço à cada pessoa, “do berço até o túmulo”.

O Cristo, amado e pregado aos pés do sacrário, é o mesmo Cristo amado e servido no rosto dos irmãos.

Madre Caiani é a mulher da “ação na contemplação”, de onde nasce o espírito da Reparação. Reparação entendido como fazer-se próximo aos pobres, como carregar-se da história da humanidade, na oração e no silêncio, como curar as feridas de Jesus presente em cada sofrimento do homem pelas estradas do mundo.

A correnteza do meu amor pelos homens passa somente através do coração de Deus. Para ter os homens eu tenho de ter primeiramente Deus.”

 

Para Madre Caiani, ser “Mínima” nasce da contemplação e do fazer experiência do amor misericordioso de Deus, que rendeu-se visível no Cristo crucificado.

Marianna contemplava Jesus Cristo como ícone de total adesão à vontade do Pai e de livre doação aos irmãos; era conquistada por esta interioridade do Salvador e desejava imergir-se nela.

Todo o seu ser e o seu agir começa da contemplação do Coração de Jesus: é uma contemplação que gera ação, serviço à cada pessoa, “do berço até o túmulo”.

O Cristo, amado e pregado aos pés do sacrário, é o mesmo Cristo amado e servido no rosto dos irmãos.

Madre Caiani é a mulher da “ação na contemplação”, de onde nasce o espírito da Reparação. Reparação entendido como fazer-se próximo aos pobres, como carregar-se da história da humanidade, na oração e no silêncio, como curar as feridas de Jesus presente em cada sofrimento do homem pelas estradas do mundo.

A correnteza do meu amor pelos homens passa somente através do coração de Deus. Para ter os homens eu tenho de ter primeiramente Deus.”

 

Para Madre Caiani, ser “Mínima” nasce da contemplação e do fazer experiência do amor misericordioso de Deus, que rendeu-se visível no Cristo crucificado.

Marianna contemplava Jesus Cristo como ícone de total adesão à vontade do Pai e de livre doação aos irmãos; era conquistada por esta interioridade do Salvador e desejava imergir-se nela.

Todo o seu ser e o seu agir começa da contemplação do Coração de Jesus: é uma contemplação que gera ação, serviço à cada pessoa, “do berço até o túmulo”.

O Cristo, amado e pregado aos pés do sacrário, é o mesmo Cristo amado e servido no rosto dos irmãos.

Madre Caiani é a mulher da “ação na contemplação”, de onde nasce o espírito da Reparação. Reparação entendido como fazer-se próximo aos pobres, como carregar-se da história da humanidade, na oração e no silêncio, como curar as feridas de Jesus presente em cada sofrimento do homem pelas estradas do mundo.

Apoio

banner iuniores

Vocações

rivista

Revista

Contatos

ITALIA
Via Giuliano da Sangallo, 2
59016 Poggio a Caiano (PO)
+39 055 87775210

 

EGITTO
Street 7 n. 30
El Maadi Cairo
+20 223588422

ISRAELE
St. Catherine's  - Franciscan Monastery
P.O.B. 588, 91001 Jerusalem
+970 22776172

BRASILE
Rua Montagna, 2679  Bairro Areias
64027.672 Teresina
+55 8632270724

SRI-LANKA
1/13 Tudella   Ja-Ela
+94 112232403